Parceiros e Patrocinadores viabilizam 1º Fórum do Meio Ambiente do Paraná em Londrina

Evento, organizado por CONSEMMA, ANPEA, e Prefeitura de Londrina, por meio da SEMA, tem apoio de entidades regionais e nacionais do setor e patrocinadores de peso

BACKDROP_BAIXA.jpg

O Conselho Municipal de Meio Ambiente de Londrina (CONSEMMA), em parceria com a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Ambiente (SEMA), e a  Associação Norte Paranaense dos Engenheiros Ambientais (ANPEA) realizam no próximo dia 14 de outubro, a partir das 08 horas, o 1º Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente, em Londrina,  no Auditório Cyro Grossi (CCB/UEL).

O evento tem âmbito estadual com o tema “Paraná da Natureza – como tornar essa visão real”, e pretende reunir centenas de pessoas, ligadas a conselhos de meio ambiente, secretarias municipais e outros órgãos ligados à área ambiental das cidades paranaenses. Nas quatro palestras, um traçado da realidade atual e novas políticas e agenda para o setor, e em dois talk shows, cases de municípios que implantaram ações criativas e bem sucedidas para questões como o lixo, arborização, preservação de recursos naturais, e muito mais.

Nesta primeira edição, o Fórum tem apoio do Governo do Paraná, Universidade Estadual de Londrina, Sistema Fiep, por meio do SESI, Conselho Nacional do Meio Ambiente, Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (CREA-PR),  Associação Paranaense dos Engenheiros Ambientais (APEAM), Federação Nacional das Associações de Engenharia Ambiental (FNEAS), Londrina Convention Bureau, além do patrocínio de Engenho Ambiental, CS Consultoria Ambiental, Associação Comercial e Industrial de Londrina (ACIL) e ENVEX – Engenharia e Consultoria.

Confira detalhes no site: www.consemmalondrina.com.br

Inscreva-se: 1o Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente do Estado do Paraná

 

Fórum do Meio Ambiente: Palestra “Conselho de Meio Ambiente, legitimando a Gestão das Cidades”

Presidente da Federação Nacional de Conselhos mostra a importância de órgãos ambientais para legitimar políticas públicas para as cidades

PALESTRANTE - CARLOS ALEXANDRE

O 1º Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente terá, entre seus palestrantes, o Presidente da Federação Nacional de Conselhos de Meio Ambiente (FECONDEMA) e Diretor para Conselhos de Meio Ambiente da ANAMMA Brasil, Carlos Alexandre Silva. Com o tema, “Conselho de Meio Ambiente, legitimando a Gestão das Cidades, Silva aborda a importância do órgão ambiental. “pretendo mostrar o valor dos Conselhos na efetiva funcionalidade do instrumento constitucional, para a legitimação de políticas públicas na gestão ambiental do território das Cidades”, salienta.

Outro enfoque será “nas diretrizes da estruturação dos Consemmas e Fundos de Meio Ambiente para viabilização das ações programáticas do planejamento ambiental urbano e rural.” Diante de uma plateia especializada no assunto, o palestrante vai apontar ainda as estratégias de atuação desses órgãos e  os ganhos para o município. Carlos Silva é  ativista na área desde a década de 1980, atual Professor e Gestor Ambiental com Pós Graduação em Arquitetura Cidades e Sustentabilidade, com Pós-Graduação em Direito Ambiental, colaborou na construção do texto do Plano Nacional de Resíduos Sólidos, aprovado em 2010 (Lei 12.305).

O 1º Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente será realizado em Londrina, no dia 14 de outubro, no Auditório Cyro Grossi (CCB/UEL). O evento pretende reunir conselheiros municipais de meio ambiente de todo Estado, secretários municipais, e outros representantes do setor, para discutir os problemas e levantar soluções.

Confira detalhes no site: https://www.consemmalondrina.com.br/

Inscreva-se: 1o Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente do Estado do Paraná

 

 

Ceal promove plantio de mudas de árvores no Lago Igapó

Preservar a biodiversidade de animais com o plantio de árvores frutíferas é o objetivo principal do projeto “Reconstituição da Mata Ciliar de Rios e Córregos da Área Urbana de Londrina“, que acontece desde 2017

IMG-20190906-WA0019.jpg

No dia 21 de setembro, Dia da Árvore, sábado às 9h, no Aterro Lago Igapó 4 o CEAL – Clube de Engenharia e Arquitetura de Londrina, Prefeitura de Londrina e Rotary Clube de Londrina realizam mais um plantio do projeto “Reconstituição da Mata Ciliar de Rios e Córregos da Área Urbana de Londrina.” A iniciativa foi pensada pelos integrantes da Câmara Técnica do Meio Ambiente em 2017 e já faz parte do calendário do CEAL.

Com o intuito de reconstituir as matas ciliares de rios e córregos através do plantio de árvores nativas, a campanha reúne engenheiros, arquitetos e toda a sociedade londrinense e desta vez conta com a presença de escolas da região, para conscientização ambiental aos alunos destas instituições. No total já foram plantadas mais de 2000 mudas de árvores nativas nos arredores do Lago Igapó e Fundo de Vale desde o início da campanha, contando com mudas como: Ipê Branco, Palmeira, Dedaleiro, Alecrim de Campinas, Flamboyant e as frutíferas Acerola, Goiabeira e Pitangueira.

O idealizador da campanha, Engenheiro Civil Henrique Lück ressalta que “o objetivo principal é reconstituir com árvores nativas que representam a flora original da nossa região. Preservando assim a biodiversidade de animais com o plantio de árvores frutíferas.”

Nós acreditamos, apoiamos e investimos em ações que auxiliam pessoas e diferentes causas, como objetivo de transformar nossa realidade para melhor. Daqui alguns anos estaremos caminhando no Lago Igapó e comendo acerola diretamente da árvore” ressalta Adriana Pontin, diretora executiva da Excelência Mkt & Eventos.

Programe-se e esteja no Aterro do Lago Igapó 4, no dia 21 de setembro às 9h para colaborar no plantio e transformar nossa Londrina para melhor.

Políticas ambientais para cidades paranaenses em debate

Como evitar o caos urbano e ambiental, como proteger recursos hídricos, a conscientização ambiental e o incentivo ao empreendedorismo estarão em debate

AP-AGO-0011.jpg

O desenvolvimento das cidades em harmonia com as questões ambientais e sociais. É no almejado crescimento sustentável, com políticas públicas em consonância com a preservação da natureza e oportunidade aos cidadãos, que moram as principais preocupações mundiais da atualidade e que estarão em discussão  no 1º Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente, em Londrina, no dia 14 de outubro, no Auditório Cyro Grossi (CCB/UEL).

“Entre os grandes desafios está o de evitar o caos ambiental gerado pela formação dos grandes centros urbanos”, esclarece Charles dos Santos, presidente do CONSEMMA – Conselho Municipal do Meio Ambiente de Londrina. O chamado caos urbano, que considera principalmente a falta de habitação, pelo crescimento acelerado das cidades, sem o planejamento adequado, já vem sendo apontado há anos por estudos e organizações como a ONU (Organização das Nações Unidas), e a habitação está intimamente ligada às questões ambientais, “daí a necessidade de projetos de urbanismo respeitem a natureza, minimizando os  impactos negativos.”

O Fórum também pretende levantar propostas para a proteção de recursos hídricos e discutir sistemas para compensações ambientais. “Formas de conscientização também vão fazer parte dos debates”, antecipa Charles, “para alcançar, por exemplo, os empresários no seu papel para a preservação ambiental, e a população em geral,  no seu papel como cidadãos que participam dos esforços de preservação da natureza.”  E ainda: incentivar o empreendedorismo na área ambiental, uma tendência mundial, que cresce a cada ano no Brasil, e amplia o objetivo da inovação para gerar valor econômico, engloba também o desenvolvimento sustentável e seus benefícios sociais e ambientais.

Confira detalhes no site: https://www.consemmalondrina.com.br/

Inscreva-se: 1o Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente do Estado do Paraná

Mulheraço Inspiração – Gabriela Vieira na Expo Londrina2019

Gabriela Vieira, sócia fundadora da AGRIBELA – Soluções Tecnológicas, é o “Mulheraço Inspiração”, em palestra no evento Mulheraço Hi-tech na ExpoLondrina 2019, no dia 12 de abril.

PALESTRANTES-05.png

AGRIBELA é anagrama de Gabriela, nesse caso, Gabriela Vieira Silva, uma paulista de 31 anos, que se fixou definitivamente no Paraná e vem fazendo a diferença em várias partes do Brasil, com a empresa que fundou em 2017 e é sócia até hoje, com soluções sustentáveis para o agronegócio.

Formada em Ciências Biológicas e Agronomia, tem Mestrado e Doutorado com ênfase no estudo dos insetos. “Na minha primeira disciplina sobre insetos, eu me apaixonei por eles, e tinha certeza de que queria trabalhar com isso”, revela. Os estágios e trabalhos futuros envolveram o controle biológico de pragas, e um contato bem profundo com a cultura  da cana-de-açúcar, segundo ela, “o maior exemplo de controle biológico do Brasil e um dos maiores do mundo, realizado aqui há mais de 40 anos.”

Ao observar o controle de uma lagarta da cana com a liberação de vespas em copos plásticos, feita manualmente por trabalhadores rurais, Gabriela ficou incomodada. “Como buscar algo mais sustentável (com o controle biológico das vespas) e utilizando plástico, que demora séculos para se decompor?”, pensou. Esse incômodo foi a semente para a criação da AGRIBELA.

Junto com um sócio, Gabriela desenvolveu o Biodrop, uma cápsula biodegradável, onde vespas são colocadas e liberadas através de drones ou tratores, eliminando os nada sustentáveis copinhos plásticos e ainda a presença dos trabalhadores, reduzindo riscos e custos na lavoura. Um trabalho reconhecido e validado por instituições renomadas como a EMBRAPA, que  fortaleceu a AGRIBELA a ponto de conquistar uma das maiores empresas sucroenergéticas do mundo, a Raízen, como cliente.

A Revista Veja também reconheceu o importante trabalho com uma reportagem no ano passado. Hoje a AGRIBELA envolve o controle biológico em outras culturas também, além de consultorias para produtores rurais. “Conseguimos,  com muitos anos de estudos e força de vontade, colocar no mercado algo que faz todo sentido, completa o ciclo da sustentabilidade e traz que para nossa empresa todos os significados dessa palavra: ambiental, econômica e social”, conclui a empresária.

Apesar de enfrentar as dificuldades típicas de um país como o Brasil, “com muita burocracia, em que se faz aqui em cinco ou dez anos o que lá fora se faz em um ou dois” , Gabriela sabe porque é o MULHERAÇO INSPIRAÇÃO: “Todas as manhãs, quando eu acordo e vejo todos os meus afazeres do dia, eu olho para trás e vejo minha trajetória e onde eu cheguei… Eu me inspiro nos meus próprios passos para inspirar outras pessoas…”

SERVIÇO:

Mulheraço Hi-Tech na Expo Londrina 2019

Data: 12 de abril de 2019 – sexta-feira

Local: Pavilhão Smart Agro – no Parque de Exposições Governador Ney Braga – Londrina-PR

Inscrições: Gratuitas e limitadas no site: www.hevento.com.br/mulheraco

Entrada no Parque: Gratuita para entrada até as 10h.