Fórum do Meio Ambiente: Palestra “Desafios da Sustentabilidade na Agenda 2030 da ONU e o papel dos conselhos”

Ex prefeito de Maringá, Silvio Barros, com forte atuação na área ambiental, vai explanar sobre a Agenda que foca nos Objetivos do Milênio e outros tratados mundiais sobre sustentabilidade e conscientizar os conselhos sobre seu papel

PALESTRANTE - SILVIO BARROS

A Agenda 2030 das Organização das Nações Unidas (ONU) é um plano de ação para o planeta nos próximos 21 anos, baseada em quatro pilares, sendo o principal deles, os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). As demais bases da Agenda são o Acordo de Paris, sobre mudanças climáticas, a Agenda do Habitat III, para urbanização sustentável, e o Protocolo de Sendai ou Declaração de Sendai e o Marco para a Redução de Riscos de Desastres.

Toda essa preocupação mundial será tema da palestra “Desafios da sustentabilidade na Agenda 2030 da ONU e o papel dos conselhos de meio ambiente”, com Silvio Barros. O  ex prefeito de Maringá por dois mandatos e  Diretor da empresa Solução Consultoria há 30 anos, tem forte atuação na área de sustentabilidade, dirigindo a Fundação Vitória Amazônica, maior ONG ambientalista do estado do Amazonas, Consultor e Assessor da ABIH Nacional para implantação do Programa de Responsabilidade Ambiental – Hospedes da Natureza, e ainda  Consultor do SEBRAE PR e  Consultor do Ministério do Meio Ambiente para a OEA e PNUMA para a elaboração do PROECOTUR, Programa de Ecoturismo da Amazônia Brasileira, entre outras ocupações.

Como prefeito de Maringá, ele destaca várias ações no meio ambiente, bem sucedidas. “Os avanços mais importantes foram na área de florestas urbanas, com a implantação do Plano Diretor da Mata Atlântica, junto com SOS Mata Atlântica, que nos permitiu implementar os corredores de biodiversidade dentro da cidade, ampliando de 30 para 60 metros a área de proteção de fundos de vale, como compensação de verticalização de empreendedores, além de fazer o cercamento de todos, para evitar que se tornassem locais para depósito de lixo”, cita.

Sobre a Agenda 2030, Barros vai procurar conscientizar os participantes do Fórum:  “Os conselhos de meio ambiente deveriam conhecer profundamente essa agenda, e ver de que forma conseguem adaptar suas responsabilidades e suas cidades, para alcançar esses objetivos, e por consequência, aumentar a capacidade de sobrevivência humana no planeta.”

Confira detalhes no site: www.consemmalondrina.com.br

Inscreva-se: 1o Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente do Estado do Paraná

 

Poluição do ar é tema do Dia Mundial do Meio ambiente 2019

Neste 5 de junho, a reflexão da ONU se volta para um problema que atinge 92% da população mundial

AMNI

Quando se fala em qualidade do ar, os números assustam. Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU) Meio Ambiente, 92% das pessoas em todo o mundo não respiram ar limpo. Aproximadamente 7 milhões de pessoas morrem prematuramente a cada ano devido à poluição do ar. E a poluição custa à economia global 5 trilhões de dólares por ano.

Os dados foram divulgados no lançamento do Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado hoje, 5 de junho, e que tem como tema “a poluição do ar”. O país-sede em 2019 é a China, que vem demonstrando “liderança no combate à poluição do ar internamente e, agora, pode ajudar a estimular outras partes do mundo a agirem. A poluição do ar é um desafio global e urgente que afeta a todos. A China irá, agora, liderar o impulso e estimular a ação global para salvar milhões de vidas”, declarou Joyce Msuya, diretora executiva interina da ONU Meio Ambiente.

Só na Asia e na região do Pacífico, são 4 milhões de mortes por ano, causadas pela poluição. Um novo relatório da ONU aponta que a implementação de 25 políticas voltadas para tecnologias nessas regiões poderia resultar na redução de 20% das emissões globais de dióxido de carbono (CO2) e de 45% das emissões globais de metano, o que poderia impedir a elevação da temperatura global em até um terço de grau Celsius.

Isso significa que é possível agir. E é urgente! Cada empresa, cada escola, cada condomínio, pode e deve adotar medidas simples no dia-a-dia, que colaboram para preservar o meio ambiente. Como forma de reflexão e conscientização, “uma ideia é distribuir lembrancinhas sustentáveis, algo que vai além de modismos e ajuda a fortalecer essa causa. Vasinhos de coco com sementes para plantar, canequinhas personalizadas que substituem copos plásticos, e até folders em papéis ecológicos são algumas possibilidades”, exemplifica Adriana Pontin, diretora executiva da Excelência Mkt & Eventos, que já criou diversas estratégias para empresas com esse foco.

O Dia Mundial do Meio Ambiente, liderado pela ONU desde 1972, é a maior celebração do meio ambiente em que vivemos. Comunidades de todo planeta se mobilizam para refletir e conscientizar.

Saúde e bem estar é um dos desafios do milênio!

Dentre os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), da ONU – Organização das Nações Unidas, a serem atingidos até 2030, ‘saúde e bem estar’ é o terceiro item.

postsaude

A Adriana Pontin Excelência Mkt & Eventos segue e defende à risca os 17 objetivos, para um mundo com crescimento mais sustentável. Por isso, vem desenvolvendo ações alinhadas a todas as metas,  junto às empresas que assessora há mais de dez anos.

A promoção da saúde e bem estar da comunidade – o terceiro item dos ODSs – está entre as prioridades.  A realização de palestras e oficinas sobre prevenção de diversas doenças,  como o câncer de mama, campanhas de doação de sangue, medula óssea e órgãos, e arrecadação de donativos, vem fazendo parte do planejamento estratégico, que atrai um público interessado nos temas, interagindo com empresas nesse perfil responsável.

Um dos exemplos mais bem sucedidos é o Projeto Gotas de Vida, para incentivar a doação de sangue, realizado de junho à novembro, com a adesão de diversos parceiros e clientes que apoiam a iniciativa. A arrecadação de donativos em prol do Hospital do Câncer de Londrina, foi uma iniciativa de M. Couture, do Catuaí Shopping, com assessoria de Adriana Pontin, quando foram doados mais de 200 itens à entidade, para marcar o Dia Nacional de Combate ao Câncer, em 27 de novembro.

Adriana Pontin acredita que “investir em ações considerando esses objetivos ajuda sim a melhorar a imagem de uma empresa, mas acima de tudo, colabora com um mundo mais solidário e justo.  E ainda estreita laços com a comunidade em que ela está inserida!”

Pensamos nas estratégias de Responsabilidade Social e Sustentabilidade para cada tipo de negócio. Conte com nossa equipe!