Parceiros e Patrocinadores viabilizam 1º Fórum do Meio Ambiente do Paraná em Londrina

Evento, organizado por CONSEMMA, ANPEA, e Prefeitura de Londrina, por meio da SEMA, tem apoio de entidades regionais e nacionais do setor e patrocinadores de peso

BACKDROP_BAIXA.jpg

O Conselho Municipal de Meio Ambiente de Londrina (CONSEMMA), em parceria com a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Ambiente (SEMA), e a  Associação Norte Paranaense dos Engenheiros Ambientais (ANPEA) realizam no próximo dia 14 de outubro, a partir das 08 horas, o 1º Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente, em Londrina,  no Auditório Cyro Grossi (CCB/UEL).

O evento tem âmbito estadual com o tema “Paraná da Natureza – como tornar essa visão real”, e pretende reunir centenas de pessoas, ligadas a conselhos de meio ambiente, secretarias municipais e outros órgãos ligados à área ambiental das cidades paranaenses. Nas quatro palestras, um traçado da realidade atual e novas políticas e agenda para o setor, e em dois talk shows, cases de municípios que implantaram ações criativas e bem sucedidas para questões como o lixo, arborização, preservação de recursos naturais, e muito mais.

Nesta primeira edição, o Fórum tem apoio do Governo do Paraná, Universidade Estadual de Londrina, Sistema Fiep, por meio do SESI, Conselho Nacional do Meio Ambiente, Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (CREA-PR),  Associação Paranaense dos Engenheiros Ambientais (APEAM), Federação Nacional das Associações de Engenharia Ambiental (FNEAS), Londrina Convention Bureau, além do patrocínio de Engenho Ambiental, CS Consultoria Ambiental, Associação Comercial e Industrial de Londrina (ACIL) e ENVEX – Engenharia e Consultoria.

Confira detalhes no site: www.consemmalondrina.com.br

Inscreva-se: 1o Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente do Estado do Paraná

 

Fórum do Meio Ambiente: Palestra “Conselho de Meio Ambiente, legitimando a Gestão das Cidades”

Presidente da Federação Nacional de Conselhos mostra a importância de órgãos ambientais para legitimar políticas públicas para as cidades

PALESTRANTE - CARLOS ALEXANDRE

O 1º Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente terá, entre seus palestrantes, o Presidente da Federação Nacional de Conselhos de Meio Ambiente (FECONDEMA) e Diretor para Conselhos de Meio Ambiente da ANAMMA Brasil, Carlos Alexandre Silva. Com o tema, “Conselho de Meio Ambiente, legitimando a Gestão das Cidades, Silva aborda a importância do órgão ambiental. “pretendo mostrar o valor dos Conselhos na efetiva funcionalidade do instrumento constitucional, para a legitimação de políticas públicas na gestão ambiental do território das Cidades”, salienta.

Outro enfoque será “nas diretrizes da estruturação dos Consemmas e Fundos de Meio Ambiente para viabilização das ações programáticas do planejamento ambiental urbano e rural.” Diante de uma plateia especializada no assunto, o palestrante vai apontar ainda as estratégias de atuação desses órgãos e  os ganhos para o município. Carlos Silva é  ativista na área desde a década de 1980, atual Professor e Gestor Ambiental com Pós Graduação em Arquitetura Cidades e Sustentabilidade, com Pós-Graduação em Direito Ambiental, colaborou na construção do texto do Plano Nacional de Resíduos Sólidos, aprovado em 2010 (Lei 12.305).

O 1º Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente será realizado em Londrina, no dia 14 de outubro, no Auditório Cyro Grossi (CCB/UEL). O evento pretende reunir conselheiros municipais de meio ambiente de todo Estado, secretários municipais, e outros representantes do setor, para discutir os problemas e levantar soluções.

Confira detalhes no site: https://www.consemmalondrina.com.br/

Inscreva-se: 1o Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente do Estado do Paraná

 

 

Poluição do ar é tema do Dia Mundial do Meio ambiente 2019

Neste 5 de junho, a reflexão da ONU se volta para um problema que atinge 92% da população mundial

AMNI

Quando se fala em qualidade do ar, os números assustam. Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU) Meio Ambiente, 92% das pessoas em todo o mundo não respiram ar limpo. Aproximadamente 7 milhões de pessoas morrem prematuramente a cada ano devido à poluição do ar. E a poluição custa à economia global 5 trilhões de dólares por ano.

Os dados foram divulgados no lançamento do Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado hoje, 5 de junho, e que tem como tema “a poluição do ar”. O país-sede em 2019 é a China, que vem demonstrando “liderança no combate à poluição do ar internamente e, agora, pode ajudar a estimular outras partes do mundo a agirem. A poluição do ar é um desafio global e urgente que afeta a todos. A China irá, agora, liderar o impulso e estimular a ação global para salvar milhões de vidas”, declarou Joyce Msuya, diretora executiva interina da ONU Meio Ambiente.

Só na Asia e na região do Pacífico, são 4 milhões de mortes por ano, causadas pela poluição. Um novo relatório da ONU aponta que a implementação de 25 políticas voltadas para tecnologias nessas regiões poderia resultar na redução de 20% das emissões globais de dióxido de carbono (CO2) e de 45% das emissões globais de metano, o que poderia impedir a elevação da temperatura global em até um terço de grau Celsius.

Isso significa que é possível agir. E é urgente! Cada empresa, cada escola, cada condomínio, pode e deve adotar medidas simples no dia-a-dia, que colaboram para preservar o meio ambiente. Como forma de reflexão e conscientização, “uma ideia é distribuir lembrancinhas sustentáveis, algo que vai além de modismos e ajuda a fortalecer essa causa. Vasinhos de coco com sementes para plantar, canequinhas personalizadas que substituem copos plásticos, e até folders em papéis ecológicos são algumas possibilidades”, exemplifica Adriana Pontin, diretora executiva da Excelência Mkt & Eventos, que já criou diversas estratégias para empresas com esse foco.

O Dia Mundial do Meio Ambiente, liderado pela ONU desde 1972, é a maior celebração do meio ambiente em que vivemos. Comunidades de todo planeta se mobilizam para refletir e conscientizar.