A alma criativa do Profissional de Propaganda

Hoje é dia do profissional de propaganda, cujo trabalho faz a diferença entre a consolidação de uma marca e impede o desaparecimento do negócio

Se a propaganda é a alma do negócio, o que dizer do profissional da propaganda? Um ser de alma criativa e capacidade técnica, que transforma qualquer negócio em produto atrativo diante do consumidor, ajuda a movimentar a economia, e vale dizer, encanta espectadores de televisão, rádio, internet e materiais impressos, com produções dignas de premiações. O Dia do Profissional da Propaganda é comemorado hoje, justamente para homenagear e reconhecer esse talento e trabalho.

O papel da propaganda e do profissional cada vez mais qualificado, que já vinha ganhando importância crucial para dar visibilidade às marcas, hoje é – sem dúvida – a diferença entre a conquista de mercado com a devida autoridade versus o anonimato total até o desaparecimento. “Não é possível pensar em um nome, uma empresa, um negócio, sem o trabalho do propagandista caminhando em paralelo”, sentencia Adriana Pontin, diretora executiva da Excelência Mkt & Eventos, que há 11 anos, vem atuando em estratégias de Marketing para melhorar resultados de seus clientes.

“Nossa equipe vem batendo nessa tecla para conscientizar o empresário, seja ele, micro ou gigante”, completa Adriana, que ensina: “O planejamento vem antes de qualquer propaganda, o que implica conhecer bem o perfil do negócio, a concorrência, o público alvo e a persona e as carências, que nós chamamos de ‘dores’ do mercado.” E nesse dia dedicado ao profissional da propaganda, a equipe Excelência só tem a dizer “Obrigado por você existir no mundo dos negócios!”

Londrina sedia 1o Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente do Estado do Paraná com 27 cidades participantes

Fórum reúne conselheiros municipais do meio ambiente em Londrina para compartilhar conhecimento e experiências

Conselheiros municipais do meio ambiente do Paraná todo lotaram o anfiteatro Cyro Grossi, no Centro de Ciências Biológicas (CCB) da Universidade Estadual de Londrina (UEL), na última segunda-feira (14), para o 1º Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente do Estado do Paraná. O encontro debateu desafios e soluções de sucesso aplicadas em cidades paranaenses no setor ambiental, desde coleta seletiva de lixo até compensações por impactos ambientais.

Ao todo, foram 150 participantes de 25 cidades do Paraná, como Alto Paraná, Apucarana, Assaí, Astorga, Cambé, Cascavel, Curitiba, Goioerê, Guarapuava, Ibiporã, Jardim Alegre, Jataizinho, Lapa, Londrina, Mandaguari, Marilândia, Maringá, Paranavaí, Ponta Grossa, Rolândia, Santa Isabel do Ivaí, Sertanópolis, Tibagi e Toledo, além de duas do interior de São Paulo: Assis e Campinas.

O prefeito Marcelo Belinati participou da abertura e destacou a importância de transformar Londrina numa capital da natureza, assunto que foi apresentado na palestra de encerramento ministrada por Charles dos Santos, presidente do Conselho Municipal do Meio Ambiente de Londrina (Consemma). Antes, o destaque foi a fala de Silvio Barros, ex-prefeito de Maringá e referência na área ambiental. “É inegável que a atividade humana impacta em questões como aquecimento global. O que precisamos fazer é colocar em prática ações que minimizem os efeitos”, disse.

Também participaram como palestrantes o presidente da Federação Nacional de Conselhos de Meio Ambiente (Fecondema) e diretor para Conselhos de Meio Ambiente da Associação Nacional de Órgãos Municipais de Meio Ambiente (Anamma), Carlos Alexandre Silva; e o advogado e professor da área de Direito Civil e Ambiental, Dr Luciano Tinoco Marchesini. O fórum teve ainda dois talk shows, apresentando cases de sucesso de conselhos municiais paranaenses.

Ser Professor: vale a pena ser?

15 de outubro é a data criada para homenagear o profissional, que forma todos os outros, mas não é valorizado como deveria

De que vale ser o profissional que forma todos os outros, que ensina as primeiras letras e as primeiras contas, ajuda a formar, e educa para a vida? Vale tudo! Esse é o professor, que no Brasil, tem levantado historicamente a bandeira pela maior valorização salarial, melhores condições e redução do excesso de trabalho. Mas que – com todo amor – não abandona a verdadeira missão e vocação, de preparar futuros cidadão para a vida adulta.

Hoje, é o dia dele. Data inspirada na criação, em 15 de outubro de 1827, ainda pelo Imperador do Brasil, Dom Pedro I, da Lei do Ensino Elementar no Brasil – ou “Escola de Primeiras Letras”. Todas as cidades deveriam ter suas escolas de primeiro grau. Questões trabalhistas dos professores, inclusive o salário, estavam contidas no decreto. A data passou a ser comemorada tempos depois, e foi oficializada nacionalmente como feriado escolar em 1963.

Em janeiro de 2019, o piso nacional salarial do magistério foi para pouco mais de R$ 2,5 mil, para início de carreira, trabalhando em redes públicas da Educação Básica, com formação de nível médio e jornada de 40 horas semanais, de acordo com o Ministério da Educação. Em comparação a 2018, o reajuste aplicado ficou ligeiramente acima da inflação, o que ocorreu com outras categorias de trabalhadores no mesmo ano. Porém, se comparado à recomposição de outras áreas, como o Judiciário, por exemplo (cerca de 16% de índice, diante de 4,17% de professores), ainda é nítida e notória a desvalorização do professor brasileiro. Ele, que forma também juízes, ainda se vê com as mesmas bandeiras nas mãos, sem perder a esperança de dias melhores amanhã, enquanto continuam ensinando tudo o que sabem no presente.

Londrina se apresenta como Capital da Natureza no Fórum sobre o Meio Ambiente

Primeira edição do evento pretende levantar desafios comuns das cidades a apontar soluções viáveis na área ambiental

Londrina sedia amanhã (14) o 1º Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente, um evento que reúne os principais atores responsáveis por zelar pelo meio ambiente, encarar seus desafios em todo Estado, e propor e implementar as soluções, com apoio governamental. Será um dia inteiro de debates, novidades no setor e apresentação de cases de sucesso, no Auditório Cyro Grossi, no CCB/UEL.

Com o tema central “Paraná da Natureza – como tornar essa visão real”, o Fórum terá quatro palestras. A palestra magna terá o tema “Desafios da sustentabilidade na Agenda 2030 da ONU e o papel dos conselhos de meio ambiente”, com Silvio Barros, ex prefeito de Maringá; o advogado e professor Luciano Tinoco Marchesini. falará sobre “Resolução de Conflito Ambiental através da Mediação”; já o tema “Conselho de Meio Ambiente, legitimando a Gestão das Cidades” será abordado pelo Presidente do FECONDEMA – Federação Nacional dos Conselhos de Meio Ambiente e Diretor da ANAMMA BRASILE (Associação Nacional de Órgãos Municipais de Meio Ambiente), Carlos Alexandre Silva.

Para mostrar o potencial de Londrina, sede do Fórum, como município plenamente voltado para as temática ambiental, o presidente do CONSEMMA Londrina, Charles dos Santos encerra a programação com a palestra “Londrina – Capital da Natureza”. O evento também terá dois Talk Shows, apresentando “Cases de Sucesso dos Conselhos Municipais” das cidades de Guarapuava, Ponta Grossa, Maringá, Apucarana, Foz do Iguaçu e Paranaguá.

Na primeira edição do Fórum, o objetivo será compartilhar experiências e reunir ainda autoridades políticas que possam dar força as propostas retiradas do encontro. O evento começa a partir das 08 da manhã, com intervalo para almoço e coffee break.

Confira detalhes no site: www.consemmalondrina.com.br

Inscreva-se: 1o Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente do Estado do Paraná

Dia das Crianças: Seja sempre uma delas!

Neste 12 de outubro, que tal voltar à sua essência esquecida lá na infância? 

DIA DAS CRIANCAS - BLOG

Se você fosse criança, qual brinquedo gostaria? Aquele que teve um dia, e de tão surrado alguém jogou fora? Aquele que  nunca teve, e – ao passar na vitrine – enchia seus olhos de sonhos? Aquele que transforma o mundo? Ou aquele que transforma você? Se as perguntas mergulham sua mente no passado,  num tempo bom,  de lembranças misturadas, e o coração foi para a saudade, o sorriso no canto da boca e uma discreta lágrima caiu, veja só, ser criança era mesmo o auge da vida!

Se brincar era o verbo, e feliz, o sentimento, havemos de lembrar que ser criança valia a pena. Da inocência, do sorriso fácil, da capacidade de achar graça em tudo, de se contentar com tudo, de terminar um choro rápido e no minuto seguinte voltar a brincar, essa doce fase chamada infância nunca deve sair de nós… E isso não é ser “infantilizado”. É ser maduro suficiente e com sabedoria suficiente para agir na mesma plenitude daquela criança que você já foi…

No mundo de hoje, encontrá-la dentro de si parece ser caminhar por uma estrada sem destino… Mas, volte a pensar no brinquedo… Se achou lá no primeiro parágrafo o que tanto desejava, lá está o melhor de você junto. E neste Dia das Crianças, mais que um brinquedo dado, que o pensamento positivo, queremos que você ria muito, pule, fantasie, adormeça, sonhe. Viva cada minutinho sem pensar no próximo instante… Se puder, dê as mãos para um pequenino ao seu lado… Ele certamente lhe ensinará tudo que você precisa saber. E sentir!