Londrina sedia 1o Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente do Estado do Paraná com 27 cidades participantes

Fórum reúne conselheiros municipais do meio ambiente em Londrina para compartilhar conhecimento e experiências

Conselheiros municipais do meio ambiente do Paraná todo lotaram o anfiteatro Cyro Grossi, no Centro de Ciências Biológicas (CCB) da Universidade Estadual de Londrina (UEL), na última segunda-feira (14), para o 1º Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente do Estado do Paraná. O encontro debateu desafios e soluções de sucesso aplicadas em cidades paranaenses no setor ambiental, desde coleta seletiva de lixo até compensações por impactos ambientais.

Ao todo, foram 150 participantes de 25 cidades do Paraná, como Alto Paraná, Apucarana, Assaí, Astorga, Cambé, Cascavel, Curitiba, Goioerê, Guarapuava, Ibiporã, Jardim Alegre, Jataizinho, Lapa, Londrina, Mandaguari, Marilândia, Maringá, Paranavaí, Ponta Grossa, Rolândia, Santa Isabel do Ivaí, Sertanópolis, Tibagi e Toledo, além de duas do interior de São Paulo: Assis e Campinas.

O prefeito Marcelo Belinati participou da abertura e destacou a importância de transformar Londrina numa capital da natureza, assunto que foi apresentado na palestra de encerramento ministrada por Charles dos Santos, presidente do Conselho Municipal do Meio Ambiente de Londrina (Consemma). Antes, o destaque foi a fala de Silvio Barros, ex-prefeito de Maringá e referência na área ambiental. “É inegável que a atividade humana impacta em questões como aquecimento global. O que precisamos fazer é colocar em prática ações que minimizem os efeitos”, disse.

Também participaram como palestrantes o presidente da Federação Nacional de Conselhos de Meio Ambiente (Fecondema) e diretor para Conselhos de Meio Ambiente da Associação Nacional de Órgãos Municipais de Meio Ambiente (Anamma), Carlos Alexandre Silva; e o advogado e professor da área de Direito Civil e Ambiental, Dr Luciano Tinoco Marchesini. O fórum teve ainda dois talk shows, apresentando cases de sucesso de conselhos municiais paranaenses.

Londrina se apresenta como Capital da Natureza no Fórum sobre o Meio Ambiente

Primeira edição do evento pretende levantar desafios comuns das cidades a apontar soluções viáveis na área ambiental

Londrina sedia amanhã (14) o 1º Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente, um evento que reúne os principais atores responsáveis por zelar pelo meio ambiente, encarar seus desafios em todo Estado, e propor e implementar as soluções, com apoio governamental. Será um dia inteiro de debates, novidades no setor e apresentação de cases de sucesso, no Auditório Cyro Grossi, no CCB/UEL.

Com o tema central “Paraná da Natureza – como tornar essa visão real”, o Fórum terá quatro palestras. A palestra magna terá o tema “Desafios da sustentabilidade na Agenda 2030 da ONU e o papel dos conselhos de meio ambiente”, com Silvio Barros, ex prefeito de Maringá; o advogado e professor Luciano Tinoco Marchesini. falará sobre “Resolução de Conflito Ambiental através da Mediação”; já o tema “Conselho de Meio Ambiente, legitimando a Gestão das Cidades” será abordado pelo Presidente do FECONDEMA – Federação Nacional dos Conselhos de Meio Ambiente e Diretor da ANAMMA BRASILE (Associação Nacional de Órgãos Municipais de Meio Ambiente), Carlos Alexandre Silva.

Para mostrar o potencial de Londrina, sede do Fórum, como município plenamente voltado para as temática ambiental, o presidente do CONSEMMA Londrina, Charles dos Santos encerra a programação com a palestra “Londrina – Capital da Natureza”. O evento também terá dois Talk Shows, apresentando “Cases de Sucesso dos Conselhos Municipais” das cidades de Guarapuava, Ponta Grossa, Maringá, Apucarana, Foz do Iguaçu e Paranaguá.

Na primeira edição do Fórum, o objetivo será compartilhar experiências e reunir ainda autoridades políticas que possam dar força as propostas retiradas do encontro. O evento começa a partir das 08 da manhã, com intervalo para almoço e coffee break.

Confira detalhes no site: www.consemmalondrina.com.br

Inscreva-se: 1o Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente do Estado do Paraná

Parceiros e Patrocinadores viabilizam 1º Fórum do Meio Ambiente do Paraná em Londrina

Evento, organizado por CONSEMMA, ANPEA, e Prefeitura de Londrina, por meio da SEMA, tem apoio de entidades regionais e nacionais do setor e patrocinadores de peso

BACKDROP_BAIXA.jpg

O Conselho Municipal de Meio Ambiente de Londrina (CONSEMMA), em parceria com a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Ambiente (SEMA), e a  Associação Norte Paranaense dos Engenheiros Ambientais (ANPEA) realizam no próximo dia 14 de outubro, a partir das 08 horas, o 1º Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente, em Londrina,  no Auditório Cyro Grossi (CCB/UEL).

O evento tem âmbito estadual com o tema “Paraná da Natureza – como tornar essa visão real”, e pretende reunir centenas de pessoas, ligadas a conselhos de meio ambiente, secretarias municipais e outros órgãos ligados à área ambiental das cidades paranaenses. Nas quatro palestras, um traçado da realidade atual e novas políticas e agenda para o setor, e em dois talk shows, cases de municípios que implantaram ações criativas e bem sucedidas para questões como o lixo, arborização, preservação de recursos naturais, e muito mais.

Nesta primeira edição, o Fórum tem apoio do Governo do Paraná, Universidade Estadual de Londrina, Sistema Fiep, por meio do SESI, Conselho Nacional do Meio Ambiente, Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (CREA-PR),  Associação Paranaense dos Engenheiros Ambientais (APEAM), Federação Nacional das Associações de Engenharia Ambiental (FNEAS), Londrina Convention Bureau, além do patrocínio de Engenho Ambiental, CS Consultoria Ambiental, Associação Comercial e Industrial de Londrina (ACIL) e ENVEX – Engenharia e Consultoria.

Confira detalhes no site: www.consemmalondrina.com.br

Inscreva-se: 1o Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente do Estado do Paraná

 

Talk Show traz cases de sucesso na área ambiental de cidades paranaenses

Seis cidade apresentam experiências na área ambiental que podem ser modelo a ser seguido por outros municípios paranaenses

PROGRAMACAO_1000X1000

Seis cidades paranaenses e seus casos reais na área ambiental. Experiências bem sucedidas serão compartilhadas no 1º Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente, que será realizado no dia 14 de outubro, no Auditório Cyro Grossi (CCB/UEL), em Londrina. Serão dois Talk Shows, apresentando as cidades de Guarapuava, Ponta Grossa, Maringá, Apucarana, Paranavaí e Rolândia, dentro da programação do evento.

De Maringá,  o Presidente do COMDEMA (Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente de Maringá, Luerti Gallina, vai explicar o PGAU – Plano de Gestão da Arborização Urbana, um conjunto de métodos, medidas e diretrizes a serem adotadas para o gerenciamento, planejamento e monitoramento da arborização urbana, para melhoria do manejo, expansão e conservação das árvores em áreas públicas urbanas.

O Secretário de Meio Ambiente de Guarapuava, Celso Alves de Araujo, vai apresentar o Programa Guarapuava Ambiental. Criado em  2013,  busca o desenvolvimento de atividades socioambientais, a conservação e preservação dos recursos naturais, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida da população.

Apucarana trará a experiência de uma cooperativa de recicláveis que iniciou as atividades ligada à Igreja Católica. O Presidente do  Conselho Municipal do Meio Ambiente do município ( COMMAP), Lauro Kuchpil, será o responsável por explicar o trabalho da COCAP (Cooperativa Mista de Trabalho Produção de Catadores e Separadores de Materiais Recicláveis de Apucarana), que além da coleta do lixo Reciclável em si, também promove a inclusão social.

A Notificação dos Grandes Geradores é mais uma experiência de sucesso direto de Paranavaí. O Engenheiro Agrônomo João Marques, ex Secretário de Agricultura, e de Meio Ambiente Municipal, vai explicar que prefeitura pagava pela coleta, e conseguiu uma economia significativa depois da ação.

Caroline Schoenberger, advogada ambiental e Presidente do Conselho Municipal de Meio Ambiente (Comdema), de Ponta Grossa, apresentará o Case : ” gestão ambiental urbana”, demonstrando os resultados com a aplicação de verbas do Fundo de Meio Ambiente (FUNDAM), na busca não somente da preservação dos recursos naturais, mas pela cidade sustentável e com qualidade de vida que toda a população.

Por fim, a aplicação do PMAU – Plano Municipal de Arborização Urbana- será o case de Rolândia, com o  Secretário de Agricultura e Meio Ambiente do Município, .Anderson Buss Cardoso, que vai explicar os procedimentos de substituição de árvores e  podas.

Confira detalhes no site: https://www.consemmalondrina.com.br/

Inscreva-se: 1o Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente do Estado do Paraná

Fórum do Meio Ambiente: Palestra “Resolução de Conflito Ambiental através da Mediação”

A Mediação como forma de solucionar conflitos na área ambiental será abordada pelo Advogado e Professor de Direito Civil e Ambiental,  Luciano Tinoco Marchesini

PALESTRANTE - DR LUCIANO

Com o tema “Resolução de Conflito Ambiental através da Mediação”,  Luciano Tinoco Marchesini, Advogado Público e professor de Direito Civil e Direito Ambiental, será um dos palestrantes do 1º Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente, em Londrina, no dia 14 de outubro, no Auditório Cyro Grossi (CCB/UEL). Segundo ele, “a resolução de conflitos utilizando expedientes extrajudiciais, como a Mediação, faz parte de um caminho universal de acesso a justiça, consagrado mundialmente, fortemente utilizado nas economias mais fortes, muito desenvolvido na Universidade de Harvard.”

Marchesini também destaca que a Mediação é instrumento de pacificação social,  um dos
métodos alternativos de solução de conflitos, regulamentado no Brasil desde 1996, e previsto na recente Lei Processual Civil. “A Câmara de Mediação é o instrumento adequado para implementação da solução local dos problemas ambientais, atendendo a máxima de ‘Pensar Globalmente e Agir Localmente’.

O advogado e professor vai fazer um diagnóstico da situação ambiental no Paraná, com as ações dos órgãos federais, estaduais e municipais, além de levantar os principais problemas, soluções tradicionais e os resultados esperados, e resultados alcançados, e finalizar com as medidas urgentes para alterar a realidade. A palestra vai abordar ainda a legislação existente, a criação de Câmaras de Mediação Ambiental propostas pelos Conselhos de Meio Ambiente dos municípios, que agilizam a solução de conflitos, e apresentar  experiencias de sucesso, nesse sentido. “Em São Paulo, por exemplo, existe um Núcleo de Mediação Ambiental na Sema desde 2014”, lembra, “e  em agosto deste ano, o ICMBio (Instituto Chico Mendes de preservação da Biodiversidade) criou seu Núcleo de Mediação Ambiental e está treinando os primeiros 200 Mediadores, devendo iniciar a mediação ambiental na segunda quinzena de outubro.”

Confira detalhes no site: https://www.consemmalondrina.com.br/

Inscreva-se: 1o Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente do Estado do Paraná