O verão chegou para nós, brasileiros, que carregamos a cor da luz do Sol

verão brasileiro inicia-se, oficialmente, nesta quinta-feira (21). Exatamente às 19h22, horário de Brasília. Começa, pois, a estação mais quente do ano. A mais saudada nos quatro pontos cardeais do País Tropical, abençoado por Deus e bonito por natureza.

post verao

A quem gosta de tudo bem explicadinho, nos mínimos detalhes: no dia 21 de dezembro, de anos todos, ocorre o Solstício de Verão, evento astronômico em que o hemisfério Sul está inclinado cerca de 23,5º na direção do Sol.

Temos nós, brasileiros, autoridade para falar sobre o verão. Afinal, carregamos a cor da luz do Sol na pele e/ou na maneira calorosa de nos expressar. Temos muito mais leveza, inclusive, no vestir.

Suamos do Oiapoque ao Chuí. Todo o território nacional se abana, recorre aos ventos artificiais. Há quem não goste do verão e vai à praia. Há quem, por motivos vários, recorre às águas das piscinas, dos rios.

Há quem prefira ser criança novamente, de verões outros, num banho de mangueira, no quintal de casa. Fica a dica!!

Albert Camus, escritor e pensador, também era solar. Escreveu ele: “E no meio de um inverno, eu finalmente aprendi que havia, dentro de mim, um verão invencível.”

O verão, para quem não sabe, é sobretudo um estado de espírito.

(Assessoria de Comunicação Excelência Mkt & Eventos)

Dia Mundial da Água

O uso racional e a preservação da água são fundamentais para garantir qualidade de vida para a nossa geração e para as futuras. Faça uso consciente da água!

cartaz-agua-ok

No dia 22 de março de 1992, a ONU, além de instituir o Dia Mundial da Água, divulgou a Declaração Universal dos Direitos da Água, que é ordenada em dez artigos:

  • Art. 1º: A água faz parte do patrimônio do planeta.
  • Art. 2º: A água é a seiva do nosso planeta, ou seja, é a condição essencial de vida de todo ser vegetal, animal ou humano.
  • Art. 3º: Os recursos naturais de transformação da água em água potável são lentos, frágeis e muito limitados.
  • Art. 4º: O equilíbrio e o futuro do nosso planeta dependem da preservação da água e de seus ciclos.
  • Art. 5º: A água não é somente uma herança dos nossos predecessores; ela é, sobretudo, um empréstimo aos nossos sucessores.
  • Art. 6º: A água não é uma doação gratuita da natureza; ela tem um valor econômico: precisa-se saber que ela é, algumas vezes, rara e dispendiosa e que pode muito bem escassear em qualquer região do mundo.
  • Art. 7º: A água não deve ser desperdiçada, nem poluída, nem envenenada.
  • Art. 8º: A utilização da água implica no respeito à lei.
  • Art. 9º: A gestão da água impõe um equilíbrio entre os imperativos de sua proteção e as necessidades de ordem econômica, sanitária e social.
  • Art. 10º: O planejamento da gestão da água deve levar em conta a solidariedade e o consenso em razão de sua distribuição desigual sobre a Terra.
Fonte: Wikipédia