Categoria: sustentabilidade

O que você faz com seu lixo?

Dê uma olhada na lixeira da sua cozinha. Repare o quanto aquele lixo aumenta todos os dias. Depois, tente imaginar que cada uma das famílias do mundo faz a mesma coisa, diariamente. Dá para imaginar o tamanho do lixo?

size_960_16_9_1a-lixoinglaterra

O lixo que o ser humano produz e joga no planeta todos os dias é um risco muito sério à saúde de todos os seres vivos e do planeta em si. São bilhões de pessoas morando no planeta Terra.

O lixo é um grande problema. Mas ele pode ser um problema um pouco menor, desde que os governos, as instituições (escolas, hospitais etc.), as empresas e cada pessoa faça a sua parte. ISSO INCLUI VOCÊ E SUA FAMÍLIA.

Precisamos alertar para que a conscientização encaixe na cabeça das bilhões de pessoas e que a ação automática não seja jogar o lixo na rua, mas sim esperar uma lixeira próxima para colocar o lixo no lugar certo.

Apenas  metade do lixo existente é coletado e desta metade, uma pequena parcela vai para os locais adequados, como aterros sanitários, incineradores, usinas de reciclagem e compostagem. Uma outra parte é jogada em rios que abastecem regiões inteiras, ou levada para lixões clandestinos a céu aberto. Nesse cálculo, entra também o lixo jogado nas ruas, aquele que entope bueiros e galerias de águas pluviais, provocando enchentes desastrosas na época das chuvas.

COMECE POR VOCÊ E SEJA DIFERENÇA NO MUNDO! 

 

 

Dia Mundial da Água

O uso racional e a preservação da água são fundamentais para garantir qualidade de vida para a nossa geração e para as futuras. Faça uso consciente da água!

cartaz-agua-ok

No dia 22 de março de 1992, a ONU, além de instituir o Dia Mundial da Água, divulgou a Declaração Universal dos Direitos da Água, que é ordenada em dez artigos:

  • Art. 1º: A água faz parte do patrimônio do planeta.
  • Art. 2º: A água é a seiva do nosso planeta, ou seja, é a condição essencial de vida de todo ser vegetal, animal ou humano.
  • Art. 3º: Os recursos naturais de transformação da água em água potável são lentos, frágeis e muito limitados.
  • Art. 4º: O equilíbrio e o futuro do nosso planeta dependem da preservação da água e de seus ciclos.
  • Art. 5º: A água não é somente uma herança dos nossos predecessores; ela é, sobretudo, um empréstimo aos nossos sucessores.
  • Art. 6º: A água não é uma doação gratuita da natureza; ela tem um valor econômico: precisa-se saber que ela é, algumas vezes, rara e dispendiosa e que pode muito bem escassear em qualquer região do mundo.
  • Art. 7º: A água não deve ser desperdiçada, nem poluída, nem envenenada.
  • Art. 8º: A utilização da água implica no respeito à lei.
  • Art. 9º: A gestão da água impõe um equilíbrio entre os imperativos de sua proteção e as necessidades de ordem econômica, sanitária e social.
  • Art. 10º: O planejamento da gestão da água deve levar em conta a solidariedade e o consenso em razão de sua distribuição desigual sobre a Terra.
Fonte: Wikipédia