Dia do cliente: não se esqueça de conquistá-lo hoje!

Se sua marca não pensou em usar a data como estratégia para se aproximar de seu cliente, perdeu a oportunidade para engajar e… aumentar as vendas!

AP SET 09.png

Desde 2003, 15 de setembro é o Dia do Cliente, data criada por um especialista em Marketing e Recursos Humanos do Rio Grande do Sul, João Carlos Rego.  Se o objetivo foi homenagear  e estreitar as relações, o dia também passou a ser estratégico para melhorar a imagem perante os clientes, evidenciar produtos e serviços, movimentar as vendas.

Você pensou nisso este ano? Já falamos muito aqui sobre o poder das datas comemorativas. Elas – de fato – contribuem para aquecer a economia, incentivando o consumo de forma positiva. Se você se preparou, parabéns! Pode ter um bom faturamento com a data e aproveitar para fidelizar seu cliente. Afinal, ele é a chave para o sucesso do seu negócio. Se não se atentou, que pena. Criar estratégias que valorizem e engajem o cliente são as maiores aliadas para estimular as vendas.

Considerando que em setembro, não há datas comemorativas tradicionais, como os próximos Dia das Crianças, Black Friday e Natal, o Dia do Cliente tende a crescer como um mote para promoções e descontos exclusivos nesse mês, além de propiciar outras ações atrativas, nesses tempos de crise.

Como dica de última hora (sempre dá tempo): use o conteúdo para engajar! Mimar seu cliente, nem que seja com um “gif” super simpático nas Redes Sociais é uma forma de fazê-lo sentir querido pela sua empresa. Mostre a importância que ele tem, aproxime-se dele, interaja. Use uma linguagem mais informal e direta, e se precisar, estamos aqui!

A Excelência Mkt & Eventos conta com uma equipe especializada, capaz de produzir conteúdo de qualidade para sua marca, além de todo planejamento estratégico para que no ano que vem você não perca uma oportunidade sequer de aproveitar uma boa data como essa de hoje!

SERVIÇO:

EXCELÊNCIA MKT & EVENTOS

ENDEREÇO: R. Pref. Hugo Cabral, 167 – sala 04

FONE: (43) 99962-6687

E-MAIL: contato@adrianapontin.com.br

 

Ceal promove plantio de mudas de árvores no Lago Igapó

Preservar a biodiversidade de animais com o plantio de árvores frutíferas é o objetivo principal do projeto “Reconstituição da Mata Ciliar de Rios e Córregos da Área Urbana de Londrina“, que acontece desde 2017

IMG-20190906-WA0019.jpg

No dia 21 de setembro, Dia da Árvore, sábado às 9h, no Aterro Lago Igapó 4 o CEAL – Clube de Engenharia e Arquitetura de Londrina, Prefeitura de Londrina e Rotary Clube de Londrina realizam mais um plantio do projeto “Reconstituição da Mata Ciliar de Rios e Córregos da Área Urbana de Londrina.” A iniciativa foi pensada pelos integrantes da Câmara Técnica do Meio Ambiente em 2017 e já faz parte do calendário do CEAL.

Com o intuito de reconstituir as matas ciliares de rios e córregos através do plantio de árvores nativas, a campanha reúne engenheiros, arquitetos e toda a sociedade londrinense e desta vez conta com a presença de escolas da região, para conscientização ambiental aos alunos destas instituições. No total já foram plantadas mais de 2000 mudas de árvores nativas nos arredores do Lago Igapó e Fundo de Vale desde o início da campanha, contando com mudas como: Ipê Branco, Palmeira, Dedaleiro, Alecrim de Campinas, Flamboyant e as frutíferas Acerola, Goiabeira e Pitangueira.

O idealizador da campanha, Engenheiro Civil Henrique Lück ressalta que “o objetivo principal é reconstituir com árvores nativas que representam a flora original da nossa região. Preservando assim a biodiversidade de animais com o plantio de árvores frutíferas.”

Nós acreditamos, apoiamos e investimos em ações que auxiliam pessoas e diferentes causas, como objetivo de transformar nossa realidade para melhor. Daqui alguns anos estaremos caminhando no Lago Igapó e comendo acerola diretamente da árvore” ressalta Adriana Pontin, diretora executiva da Excelência Mkt & Eventos.

Programe-se e esteja no Aterro do Lago Igapó 4, no dia 21 de setembro às 9h para colaborar no plantio e transformar nossa Londrina para melhor.

Como proteger recursos hídricos? O debate no Fórum dos Conselhos de Meio Ambiente do Paraná

Os desafios relacionados à gestão das águas serão discutidos, dentro das metas das políticas estadual e federal do setor

Forum2.png

Proteger as águas superficiais ou subterrâneas disponíveis – os recursos hídricos do Paraná – estarão entre os temas do 1º Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente, em Londrina, no dia 14 de outubro, no Auditório Cyro Grossi (CCB/UEL). O evento pretende reunir conselheiros municipais de meio ambiente de todo Estado, secretários municipais, e outros representantes do setor, para discutir os problemas e levantar soluções.

No Paraná, o Instituto das Águas é o responsável pela implementação da Política Estadual de Recursos Hídricos e do Sistema Estadual de Gerenciamento de Recursos Hídricos. O evento pretende encontrar soluções práticas, com apoio político, para o controle e proteção dos recursos, para garantir o uso múltiplo das águas e implementação de planos de prevenção e recuperação ambiental.

No âmbito nacional, o Pacto Nacional pela Gestão das Águas (Progestão), lançado pela Agência Nacional de Águas (ANA) e pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA), é um dos instrumentos que orienta a gestão das águas no Brasil. O conjunto de diretrizes, metas e programas pretende estabelecer um pacto nacional para a definição de diretrizes e políticas públicas voltadas para a melhoria da oferta de água, em quantidade e qualidade, gerenciando as demandas e considerando ser a água um elemento estruturante para a implementação das políticas, pela ótica do desenvolvimento sustentável e inclusão social. E a cada Estado cabe a adesão. O Fórum também pretende se aprofundar na questão tão desafiadora em que o que está no papel ainda está distante da realidade atual.

Confira detalhes no site: https://www.consemmalondrina.com.br/

Inscreva-se: 1o Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente do Estado do Paraná

Independência do Brasil: porquê nunca esquecer esses quase 200 anos

A data – bem mais que um feriado – é um marco histórico brasileiro, e traçou os novos rumos da nação até hoje

AP SET 07.png

A Independência do Brasil – que deixou de ser colônia de Portugal em sete de setembro de 1822 para ser uma nação soberana – completa hoje 197 anos. Importante data como marco histórico, traçou o futuro do país, que começou a criar a nacionalidade brasileira.  E será sempre motivo de ser devidamente lembrada, embora nas ruas, tantas vezes, a população saiba do feriado, mas não se  recorde do motivo dele.

Às margens do riacho Ipiranga, a independência de Portugal teria sido proclamada pelo príncipe regente,  Dom Pedro, rompendo politicamente com o Império Português. O ato em si é colocado em dúvida por muitos historiadores, mas o fato não se questiona. E foi resultado de um processo que durou anos, tendo início quando Dom João VI,  rei de Portugal, pai de D. Pedro, chegou ao Brasil em 1808. Diz a História, ainda, que a esposa de D. Pedro,  Leopoldina, no dia 02, juntamente com ministros, decidiu pela separação definitiva entre Brasil e Portugal, assinando então a declaração de independência. A carta foi enviada ao marido, em viagem a São Paulo, que a leu, deu o grito e oficializou a ruptura.

De imediato, a independência brasileira proporcionou o início da organização do Estado,  mas pouco trouxe de mudanças profundas no quadro político e social do país. Houve conflitos posteriores de resistência, mas que não alteraram o novo status. A primeira Constituição genuinamente brasileira foi criada dois anos depois, em 1824. E veio também uma grande dívida, já que o Brasil teve que pagar dois milhões de libras como indenização aos portugueses por essa “tal independência”.

Nos rumos da história, outras constituições e dívidas vieram, até depois que a nação se tornou República em 1889. Chegar aos dias atuais com a missão de refletir sobre seu passado, é também fazer dos erros, futuros acertos.

O caos ambiental urbano em pauta no Fórum dos Conselhos de Meio Ambiente do Paraná

Evento vai levantar o problema da aglomeração de pessoas sem o planejamento adequado e como traçar políticas para melhorar a qualidade de vida desses moradores

Forum.png

Enquanto o crescimento das cidades se dá de forma desenfreada e não planejada, a qualidade de vida se compromete. Assim, problemas sociais urbanos estão, e sempre vão estar, cruzados com problemas ambientais de cidades de todos os portes ao longo das décadas. É o chamado caos urbano, uma das grandes preocupações no mundo atual. A formulação de políticas públicas socioambientais mais justas e equilibradas é um dos grandes objetivos do 1º Fórum dos Conselhos Municipais de Meio Ambiente, que será realizado no dia 14 de outubro, em Londrina, no Auditório Cyro Grossi (CCB/ UEL).

O evento vai tratar do desafio da grande aglomeração de pessoas no meio urbano, sem a  infra-estrutura adequada e as consequências disso. A urbanização sem controle, que traz o desemprego, a violência, e o aumento de favelas  em situação precária, sem os serviços públicos básicos, também são problemas ambientais, que serão temas de discussões. Como traçar estratégias para solucionar tudo isso, compartilhando experiências bem sucedidas, será uma das abordagens.

O Fórum também vai aliar os órgãos ligados ao meio ambiente de todas as cidades paranaenses, com o setor político, nas esferas municipal, estadual e federal, para que propostas possam ser implementadas como políticas públicas comuns e que possam modificar realidades.

Confira detalhes no site: https://www.consemmalondrina.com.br/

Inscreva-se: 1o Fórum dos Conselhos Municipais do Meio Ambiente do Estado do Paraná